sábado, 31 de dezembro de 2011

2012 - FELICIDADE A TODOS!


          Que toda força do universo conspire a nosso favor! Que toda luz que irradia ilumine nossa alma e que tenhamos o amor como a palavra mais forte a dirigir nossas ações!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Programação Cultural do Terraço de Olinda


Todas as Terças – 19h
Bloco Lírico Eu Quero Mais - Ensaio Aberto
30 Músicos (Instrumentos de Pau e Cordas & Metais;)   Coral Feminino.


Realização: Ateliê da Barbearia


Todas as Quartas – 19h
IGOR RAFHAEL
Música, violão e poesia.

      
12 e 26 de Janeiro - 19h (evento quinzenal)
QUINTAS POÉTICAS 
Mesa Prosa & Poesia 


Um encontro poético com apresentação de vídeos, diálogo temático com mestres da cultura popular, poetas e público em geral.  A cada quinze dias um convidado especial (personalidade da cena cultural pernambucana), para um bate -papo informal, contando sua trajetória profissional, experiências, trocando conhecimento com o público presente. 

Microfone aberto. 
ENTRADA FRANCA!

* Estaremos on line, no Facebook, interagindo com quem não estiver presencialmente no evento.
Você pode enviar sua pergunta, comentários e/ou seu poema, que leremos ao microfone!
Produção:  Marisa Reis
               Tuppan Poeta
               Patrícia Rodrigues  

Realização: Ateliê da Barbearia


Todas as Sextas 

20h
   CADEIRAS NA CALÇADA 
    (Articulação e Divulgação Cultural)

Múltiplas expressões artísticas: música, poesia, teatro de rua, teatro de mamulengo, artistas plásticos pintando ao vivo, exibição de vídeos, entre outras.     
Evento ao ar livre, gratuito.

Produção: Marisa Reis
Realização: Ateliê da Barbearia
Apoio: Prefeitura de Olinda


21:30h
Trio Pau Pereira


Pau Pereira canta o melhor da MPB entre músicas autorais.


   Zeh Rocha ( no centro da foto) no Cadeiras na Calçada com Mazo e  Carlinhos do Pau Pereira (à direita da foto).





 Edinho, violonista, cantor e compositor, integrante do Pau Pereira com Poeta Ricardo Lisbôa e João de Barros, violonista (à direita da foto), assistem a apresentação de Zeh Rocha com Mazo e Carlinhos.


POETA RICARDO LISBÔA
     


Todos os sábados – 21h
PROJETO MÚSICA AUTORAL PERNAMBUCANA
Apresentação ao Vivo.
Compositores e suas canções.  



ANDRÉ MACAMBIRA                                 








MANUCA BANDINI







MANUCA BANDINI CONVIDA NENA QUEIROGA E TRAZEM AO PROJETO VÁRIOS MÚSICOS
 


Helton Moura marcou presença 
Em breve, voltará ao Projeto Música Autoral Pernambucana, em temporada.    

HELTON MOURA E O CAMBAIO pedem passagem na cena pernambucana
“O novo som que vem de Arcoverde” e “A poesia musicada de Helton” foram alguns dos títulos vindos da imprensa pernambucana no dia 24/11, quando a banda Helton Moura e o Cambaio lançou o primeiro cd de trabalho Maquete Sonora, no Espaço Muda.
 
Apresentação da Banda Helton Moura e o Cambaio
no Espaço Muda (Recife-Pe) em fevereiro de 2011.



CLÁUDIO NOAH



 ISABELA MORAES

Isabela traz ao Projeto a BANDAVOOU 

 

Gasolinados Olhos 

Tanto lugar nesse mundo
E fui te encontrar
No meio de Caruaru
O verde dos meus nos teus
Gasolinados olhos
Cores de caramuru
Dalí pra de manhazinha
A gente já tinha
Ido até onde não dá
Sorrindo suas verdades
Acabei virando
Eu

Um senador sem mandato
Um cofre sem moeda
Um rei sem ter os seus plebeus
Fui queda de cachoeira
Brisa passageira
E deus do céu pro povo ateu
Fui de todo intensidade
Tudo de verdade
E tudo fácil de entender
Que o sentimento é maior
Do que a necessidade vital...
De morrer

Letra e Música: PC Silva
Voz: PC Silva
___________________________
Violão: Carlos Filho
Edição e Imagens: Marina Sobral
___________________________
no Terraço de Olinda
19-20/11/11


 


Programação Cultural do Terraço de Olinda
Produção: Marisa Reis
Realização: Ateliê da Barbearia



Terraço de Olinda - Rua 7 de Setembro, 109 (Após a Matriz de São Pedro) – Carmo – Olinda – PE - Fone: 34297751 – 88517375 - 98831025

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

MÚSICA AUTORAL PERNAMBUCANA


Um Projeto que é fruto da experiência adquirida com o Cadeiras na Calçada, que pretende seguir da mesma forma, recebendo as criações humanas, a cada tempo.    

O Projeto Música Autoral Pernambucana inicia a sua caminhada por Olinda afora, buscando em cada esquina,  em cada canto de cidades do nosso Pernambuco, os seus sujeitos, atores e agentes, na intenção de identificar, articular, de conseguir apoio, participação, admiração, incentivo e valorização para ganhar forças e reunir o seu exército com gente que sabe lutar atirando sem armas, por uma causa justa, da forma mais digna que possui o ser humano: COM AMOR E SENTIMENTO EM FORMA DE ARTE; buscando trabalho, renda, exercício da cidadania, dizendo não à violência e outras formas de destuição humanas; com ações democráticas, voltadas ao coletivo,  que se inserem no caminho dos que entendem a importância e o poder de transformação da arte em relação ao indivíduo em sociedade; e como perspectiva de futuro, também encontram razões que justificam a escolha da música como meio, como via de acesso à dignidade, ao reconhecimento de potencialidades, de igualdade e outras formas de expressão que também falam sobre a vida em sociedade e  direitos humanos.
                                                               
  Marisa Reis


Quintas, sextas e sábados
19, 20 e 21h, respectivamente.  


Aqui, alguns registros:
Veja detalhes específicos sobre nossos artistas em postagens anteriores.  


Manuca Bandini

Irreverência, ousadia, sensibilidade... 
Tantas poderiam ser as palavras para tentar transmitir o que sentimos com as canções de Bandini, mas não há como tentar descrever a sua forma tão singular de compor, o seu senso crítico e cômico, ao mesmo tempo simples e cheio de significados. Bandini é Músico, Compositor e Cantor.
É preciso ouvir e sentir suas canções além das palavras!          

        
Nena Queiroga, chega ao Projeto através de Bandini.     
                           Nena Queiroga canta e encanta!  

Bandini e Nena



Coisa linda de se ver, ouvir e sentir!






Poeta Ricardo Lisboa interage, recita, agita e sensibiliza!   



André Macambira
Voz , letra, musicalidade, arranjos... Forte identidade!    
André Macambira chega e agrega ao Projeto outros grandes artistas/parceiros: Cláudio Noah, Manuca Bandini, Lucas Crasto.  Grande participação e contribuição, André! 

André e Claudio Noah




Zeh Rocha 
vem prestigiar os amigos, parceiros  e traz  seu potencial  e  sua força  como  um dos grandes representantes da nossa música pernambucana! 

Lucas Crasto
Músico, cantor e  compositor.
Pela primeira vez , apresenta suas canções autorais. 
Grande Lucas, chegando com muita força!



 Suzy Lopes 
A Atriz, encena poemas e emociona! 



Flávio Souza ( Músico e Compositor) 
Paulo Henrique (Percussionista)
Apresentam composições do mais novo CD: "Amém"! 



Som de Cactus
Banda de Jaboatão traz o regional em grande estilo!
ATROÇA - Banda de Camaragibe
Aqui, alguns dos artistas participantes,
alguns momentos de muitos outros que emocionam, tocam a nossa alma e ficam guardados em nós.
No caminho, vemos boas perspectivas para o Projeto.
"Convidamos você, compositor pernambucano, a participar  conosco desse desafio: Uma construção conjunta de um Projeto que pretende ganhar seu rumo desafiando o modelo atual do mercado de consumo! 
Que as sementes aqui plantadas, por diversas mãos, ganhem a força que tem a nossa música pernambucana!"     
Marisa Reis
Ateliê da Barbearia
End: Terraço de Olinda: Rua 7 de Setembro, 109 - Carmo - PE
F: 81 - 34297751    

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

APRESENTE SUA PRODUÇÃO ARTÍSTICA NO CADEIRAS NA CALÇADA

Sextas
20h


O Cadeiras na Calçada é um evento de articulação e divulgação cultural, onde a arte acontece de várias formas e estilos. 

Um espaço aberto à artistas de vários segmentos!
Onde as produções pernambucanas comandam a noite!

O Projeto Música Autoral Pernambucana, fruto do Cadeiras na Calçada, ocorre também durante as noites de  sexta.  

Traga seu material documental para exibição e/ou apresente seu trabalho em forma de música, poesia, artes cênicas, artes plásticas, artesanato, entre outras expressões. Realize oficinas durante o evento, apresente seu vídeo, entre outras atividades a serem propostas. 

Convidamos você, artista, jornalista, produtor cultural, gente que admira e faz cultura, público em geral  para esta reunião singular, entre amigos, com a finalidade de articular atores e agentes, contribuindo para a valorização de potencialidades e fruição da cultura pernambucana. 

Seja mais um a participar !!!

Marisa Reis


Ateliê da Barbearia
End:  Terraço de Olinda - Rua 7 de Setembro,109- Carmo - PE
Fone: 34297751   

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Espaço Cultural
Terraço de Olinda
 Apresenta

Uma nova opção para seus clientes, amigos e  artistas:
Petisqueria e Restaurante

Oferecemos  boas opções em petiscos e refeições regionais. Dentre algumas opções do seu cardápio, o Terraço de Olinda prima na bem servida e saborosa Carne de Sol de Contra Filé com especial Macaxeira Cozida; na Paçoca; na Charque Desfiada, com ou sem Pirão de Feijão; no Pirão de Camarão e no Queijo Coalho  à Moda da Casa.
Será um grande prazer recebermos você para  desfrutarmos dos bons ventos, sabores  e emoções do Terraço de Olinda.
Horário de Funcionamento Restaurante:
11:00 às 17:00h - domingo
11:00 às 15:00h - terça e quarta 
11:00 às 00:00h –  de quinta a sábado


Marisa Reis e Lula Costa Pinto  


Programação - Setembro/2011

Espaço Cultural Terraço de Olinda
(Onde a Arte Acontece!)




PROJETO MÚSICA AUTORAL PERNAMBUCANA

Todas as Quintas – 19h   

Flávio Souza e Paulo Henrique

Flávio Souza, violonista, cantor e compositor, iniciou sua carreira artística aos 14 anos de idade, ainda como amador, profissionalizando-se aos 17 anos de idade.
Participou de festivais de grande relevância como o “CANTA NORDESTE” e o “ MUSICESC TRIBUNA”, classificando as músicas: “ Noite De São João”, “Sorriso Pintado”  e  “Lágrimas de Iemanjá” . No Festival de Música Carnavalesca da Cidade do Recife  classificou “Guerreiro de Lança” e “Eternos Carnavais”.
Atualmente é integrante da Banda SOM DA TERRA, onde em DVD tem gravada a música “Boi Luará”, de sua autoria; além de dedicar-se a elaboração de projetos musicais próprios.




 

Flávio Souza, apresenta, às quintas – feiras no Terraço de Olinda, composições do seu CD. intitulado “Amém”. Dez músicas inéditas compostas e interpretadas por Flávio Souza (violão, viola e vocal) e Paulo Henrique (percussão).
Neste registro as músicas ganham ritmos e sotaques do baião, maracatu, xaxado, coco de roda, cavalo marinho, frevo, boi, samba de latada, caboclinho, ciranda e várias outras vertentes da música regional.

Das músicas e seus autores:
1-ANA FULÔ (Lídio Róssiter / Flávio Souza)
2-CONSOLO À DINÁ (Flávio Souza)
3-ESTRELA DE SALÚ (Flávio Souza / Lourenço Gato)
4-AMÉM (Flávio Souza)
5-ANTÔNIO COQUEIRO (Lourenço Gato)
6-ETERNOS CARNAVAIS (João Victor / Flávio Souza)
7-CANTO DA EMBOLADA (Flávio Souza / Mardônio Tavares)
8-UTOPIA (Flávio Souza)
9-BALE DAS RUAS (Flávio Souza / Carlinhos Nascimento)
10-AZUL (Flávio Souza)
Flávio Souza - 081(85278544)-(30111674)
flaviosouzam@hotmail.com / amem.flavio.souza@gmail.com




Realização,
Ateliê da Barbearia

End: Terraço de Olinda: Rua 7 de Setembro, 109 - Carmo - Olinda - PE
F: 34297751

sábado, 17 de setembro de 2011

MANUCA BANDINI - PROJETO MÚSICA AUTORAL PERNAMBUCANA


 


Todos os Sábados - 21h

Manuca Bandini

Andei procurando algo que me fornecesse as informações necessárias para, aqui no blog, iniciar um release sobre nosso Bandini.

Bem, eu realmente não encontrei o que esperava, no entando, tive uma grande surpresa ao ler um depoimento que está postado em seu mayspace. Decidi então, postá-lo aqui.

Desejo que também sintam o mesmo que senti. Que fiquem deslumbrados, encantados e ainda mais curiosos e ávidos como eu, por percebê-lo em sua essência, em sua transparência, acompanhando cada palavra de seus versos sábios e musicalidade, simplesmente, geniais! 

BIO

Manuca Bandini

"Psiciano arretado. Sempre anda meio desligado, naquela onda de distraído vencedor. Não por querer, mas porque acontece. Compositor e poeta. Musicalmente falando, talento é um substantivo fraco e seria adjetivamente inadequado. Como poeta, sua onda é o haikai, simples e singelo como ele. Começou cuidando das flores do meu jardim. Unhas sujas, sob o sol, jardineiro. Apresentou-se ao meu pai como Manoel. Logo conquistou espaço na família, por sua simplicidade e seu carinho pelas flores queridas, plantadas pelo meu falecido avô. Chamava-o de "Manel". Sob meu ponto de vista, aquela criatura era intrigante. Passei algum tempo pensando em como puxar assunto e descobrir de que planeta tinha vindo aquele mistério. Eu não sabia nada sobre plantas e resolvi elogiar seu trabalho e esforço com o pé de laranja. Ele corrigiu-me dizendo: é um pé de limão. E riu. Rimos. E de risos em risos, descobri que o jardim da minha casa estava abrigando um ARTISTA. E que ele não tinha a menor dimensão disso. Sequer pretensão. Manel era Manuca, ex-integrante da banda "Manuca & A Corja Bamba". Nunca tinha ouvido as músicas, mas obviamente essa banda já tinha sido objeto de comentários de muitos dos meus amigos. Imediatamente fui buscar meu violão todo arrebentado, dado em 1996. Ele olhou pro meu violão com uma certa expressão de quem sabia tratar melhor de um instrumento. Besteira, eu também tinha nojo das unhas dele, então ficamos quites. Afinou e danou-se a tocar suas músicas. Eu via, ouvia, mas crer, eu não cria. Os acordes, a voz, era tudo uma combinação mágica, dessas que Recife não nos oferece todos os dias. O que esse Músico tá fazendo aqui em casa, literalmente planta(n)do? Disse-me que tinha desistido dos palcos, mas nunca da música e que havia alguns artistas na cidade que tinham gravado suas composições. A partir daí, eu conheci não só a face musical, mas também poética (Muito embora sua música fosse pura poesia). Ensinou-me sobre haikais, poemas de 3 versos que ele fazia bem como ninguém. Inclusive, o haikai era o terceiro elemento de sua arte: Jardinagem, Música e Poesia. Várias noites passei analisando seus haikais, de manhã, ao sair, olhava para as rosas do meu pai e me flagrava cantarolando versos de sua música. Apresentou-me também os poetas Paulo Leminski e Alice Ruiz (Muito Obrigada!). Não ousei contar esses segredos a ninguém da família. Era coisa nossa, trelas. Outra coisa que percebi: ele pode entender de Música, Poesia e Jardim, mas de Computador, Internet e Conectividade ele estava completamente pontofora. Estava não. ele está. Peculiaridades de gênios à la Rimbaud. Resolvi tomar partido dessa questão, dando uma arrumadinha nesse myspace, adicionando vídeos, mais músicas e escrevendo aqui. Quem sou eu? Apenas uma pessoa que tinha conversas com meu jardineiro." Merci, du jardin.

 

Manuca Bandini vem participando do Projeto Música Autoral Pernambucana. A partir de hoje, 17.09.11, está em destaque nas 

noites de sábado.

Ouvi e senti as canções de Manuca Bandini.

Vi Bandini e seu violão de uma só forma contidos, encaracolados, entrelaçados como se fossem um; Ouvi de sua boca, mais do que as palavras e os sons. Feitiço, magia, o que é isso Bandini?

Caro Bandini, você é especial e nos faz sentir o que não imaginamos!

O que diria sobre Bandini, agora, depois do que li e depois de conhecê-lo?


Direi, apenas o que sinto, porque falar da trajetória de Bandini, não faria sentido neste instante.

 "Bandini, por vezes, tão profundo que parece distante; tão simples que parece estranho, fora da realidade; tão liberto e ao mesmo tempo fincado ao chão, como sementes que vingaram, que entre rimas e versos se encantaram.

Bandini, raízes profundas há muito já se fizeram! Hoje, muitas folhas ao vento não se perdem no ar, soam como em compassos, definições, entre as palavras e sons. Ah, as folhas que transpiram gotas de orvalho em forma de sentimento! Muitos frutos semeiam versos ao chão, compondo canções como alimento sem fim; como um horizonte distante, que vem chegando sem pressa, pertinho se mostra, nos surpreende,  e em forma de sentimento constante se instala, como raízes profundas, pra sempre, na alma da gente"    

Marisa Reis     

Convido os nossos amigos, artistas, gente que admira e faz cultura, amantes da arte para ouvi-lo além das palavras, sentir a essência contida na harmonia      entre seus versos e melodias. 

Todos os Sábados - 21h
Terraço de Olinda: Rua 7 de Setembro, 109 - Carmo - Olinda - PE
F: 34297751

 

 

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

BANDA SOM DE CACTUS - MÚSICA AUTORAL PERNAMBUCANA NO CADEIRAS NA CALÇADA (Articulação e Divulgação Cultural)

Todas as sextas de Setembro/2011
Banda Som de Cactus  que vem apoiando o Cadeiras na Calçada, apresentando seu trabalho, entre outros segmentos artísticos e diferentes músicos que também participam, desta reunião entre produções e estilos diversos. 
Som de Cactus apresenta música regional pernambucana, e tem como  alma a vontade de fazer uma fusão entre ritmos e estilos regional e descendentes do baião, afro, maracatu, funk, experimental e rock.
A banda tem como idealizador o cantor, compositor e violonista Rinaldo Oliveira que traz suas letras regionalistas mostrando o lado poético e lírico do sertão e da zona da mata nordestina.

Membros: VIOLÃO E VOZ: REINALDO OLIVEIRA ; 81 88761949
CONTRABAIXO: GERALDO AZEVEDO; (NINHO) 81 87494099
BATERIA: CARLOS ALEXANDRE ; 81 34744661 - 96109263/        


Som de Cactus continua no mês de Setembro, no Cadeiras na Calçada, Projeto que ocorre há 06 anos so Sítio Histórico de Olinda. Às sextas - feiras, o Ateliê da Barbearia, realiza no Terraço de Olinda,  o Cadeiras na Calçada, quando apresenta o Projeto Música Autoral Pernambucana.   
O Cadeiras na Calçada é um evento que agrega diversos segmentos artísticos. Dele partiu a idéia do Projeto Música Autoral Pernambucana, que ocorre de quinta à sábado. Às sextas - feiras os dois acontecem simultaneamente. No Cadeiras na Calçada  já  passaram teatro de rua, teatro de mamulengo, poetas, artistas populares e agremiações de maracatu, frevo, entre muitos outros segmentos artísticos. 

Entre muitos que apóiam o Cadeiras na Calçada, agradecemos a Nilo Baj, Felipe Mendes, Geison Costa, Dj Bola 8, Walgrene Agra, o Gordo de Olinda, Poeta Ricardo Lisboa, Banda Disco de Vitrola,Simone Simonek, Ede Alves, Banda Som de Cactus, que também participa do Projeto Música Autoral Pernambucana, entre outros.



Em breve teremos a Banda de Camaragibe, Café Plural.  e  Atroça 

Vem participar!!!!


Realização: Ateliê da Barbearia
End: Terraço de Olinda: Rua 7 de Setembro, 109 - Carmo - Olinda - PE
F: 81 - 34297751  

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

FLÁVIO SOUZA E PAULO HENRIQUE - PROJETO MÚSICA AUTORAL PERNAMBUCANA

TERRAÇO DE OLINDA




Todas as Quintas – 19h   
Flávio Souza (Violonista, cantor e compositor) 
&
Paulo Henrique (Percussionista)



FLÁVIO SOUZA, DEU INICIO A SUA CARREIRA ARTISTÍCA AOS 14 ANOS DE IDADE, AINDA COMO AMADOR, SE PROFISSIONALIZANDO AOS 17 ANOS DE IDADE.
PARTICIPOU DE FESTIVAIS DE GRANDE RELEVÂNCIA COMO O “CANTA NORDESTE” E O “ MUSICESC TRIBUNA”, CLASSIFICANDO AS MÚSICAS “ NOITE DE SÃO JOÃO”, “SORRISO PINTADO”  E  “LÁGRIMAS DE IEMANJÁ”.FESTIVAL DE MUSICA CARNAVALESCA DA CIDADE DO RECIFE COM AS MUSICAS “GUERREIRO DE LANÇA” E “ETERNOS CARNAVAIS”.
FLÁVIO SOUZA , APRESENTA , NO PROJETO MÚSICA AUTORAL PERNAMBUCANA, CANÇÕES DE SEU CD, INTITULADO “AMÉM”, QUE MOSTRA DE FORMA MUSICAL UMA LINGUAGEM NOVA, COM DEZ MÚSICAS INÉDITAS COMPOSTAS E INTERPRETADAS POR FLÁVIO SOUZA (VIOLÕES,VIOLA E VOCAIS) E PAULO HENRIQUE (PERCUSSÕES).O ÁLBUM INTITULADO “AMÉM”, TRAZ DENTRO DE SUAS COMPOSIÇÕES SENTIMENTOS E CAMINHOS QUE ASCENDEM A FÉ DAS PESSOAS EM DEUS, A EXEMPLO DA MÚSICA INTITULADA “ESTRELA DE SALÚ”, UMA HOMENAGEM AO NOSSO MESTRE SALUSTIANO,” ANTÔNIO COQUEIRO”, A ESTÓRIA DE UM CANGACEIRO QUE ABANDONA O CANGAÇO POR  AMOR,  A MÚSICA “ AMÉM”, QUE É UMA REFLEXÃO SOBRE OS CAMINHOS QUE LEVAM A FÉ EM DEUS, ATRAVÉS DAS NOSSAS CRENÇAS E RELIGIÕES.
Faça valer nossa cultura!
Venha prestigiar Flávio Souza e a  Música Pernambucana!

Realização:
Ateliê da Barbearia

Terraço de Olinda: Rua 7 de Setembro, 109 - Carmo - Olinda - PE
ateliedabarbearia@gmail.com
Fone: 34297751

PROJETO MÚSICA AUTORAL PERNAMBUCANA - O QUE ACONTECEU NO SÁBADO, 10.09.11 ?

ANDRÉ MACAMBIRA
                                         APRESENTANDO SUAS CANÇÕES


MILTON COSMUS NA PERCUSSÃO



UM MOMENTO HISTÓRICO E EMOCIONANTE PARA NÓS!!!



ANDRÉ MACAMBIRA 



E



CLÁUDIO NOAH
  OS DOIS, SE ENCONTRARAM, PELA PRIMEIRA VEZ    
                                                                               NO 
       CADEIRAS NA CALÇADA 
                                          
(Projeto de Articulaçãoe Divulgação Cultural)
                                    








Vejam o folden, na época:



Tornaram - se amigos e parceiros desde então!  

E, AGORA, ESTÃO DE VOLTA
COM AS MÚSICAS AUTORAIS COMPOSTAS EM PARCERIA

  UM ENCONTRO MARCANTE!  

  
Entre 2007 e 2011, alguns acontecimentos marcaram muito nossa trajetória.   
Vocês marcaram um momento importantíssimo para os dois projetos. 
Um resultado brilhante e feliz para todos!


Obrigada André e Cláudio pelas maravilhas que fazem!
                                                                                                             Marisa Reis

Participação do nosso grande músico, cantor e compositor pernambucano,

Zeh Rocha
Zeh, apresenta algumas de suas canções autorais!

Cosmus, da Banda  Disco de Vitrola, na percussão.



Manuca Bandini

Mais um grande compositor!
 Manuca, tem participado dos nossos encontros e
estará em destaque a partir de 
 Sábado - 17.09.11- 21h



Realização: Ateliê da Barbearia

End: Terraço de Olinda
Rua 7 de Setembro, 109 - Carmo - Olinda - Fone: 34297751 

Seguidores

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Olinda, Pernambuco, Brazil
Espaço de formação artística e divulgação cultural que agrega diversas atividades: cursos, oficinas, ensaios musicais abertos e fechados (gratuitos), eventos culturais envolvendo artes plásticas, artesanato, peças artísticas de vestuário, música (incluindo o Projeto Música Autoral), literatura, artes cênicas, dança popular, entre outros segmentos artísticos.